domingo, 11 de setembro de 2011

sonho de amor.

Nego véio, sonhei que sonhava com você e, o meu sonho acontecia dentro do meu sonho de verdade, tendeu? Será que não dava pra eu sonhar e o sonho acontecer na vida ao invés de acontecer no sonho? Eita lasqueira, viu...

Foi um sonho curto e bobo. Em que você aparecia rapidinho, sussurrava assim no meu ouvido: "você é incrível!" e ia embora. E eu ficava zonza e boba, porque me dava conta de que meu sonho estava se realizando igualzinho como eu tinha sonhado. E nem te agarrei... =/

Um sonho tão mané que das duas uma: ou eu tô me achando muito - afinal, você chegou e disse que euzinha aqui sou incrível - ou tô doida, tô louca.

Hoje te levei flores. Te enviei muitos amores. E recebi muitas saudades, fedo. Ainda dói e, talvez, doa pra sempre. Cara, como é que você ainda consegue ser o homem da minha vida?

Um comentário:

Daíse disse...

Que delícia de cantinho!!! Quero ficar aqui por mais tempo !!!!
Adorei!!!
Bjo!